San Diego, Califórnia

O SONHO DA CALIFÓRNIA TORNA‑SE REALIDADE QUANDO SAN DIEGO ABRE A NOVA IGREJA DE SCIENTOLOGY

A inauguração da Igreja Ideal foi saudada como um momento para o Sonho Americano na cidade que o Fundador de Scientology, L. Ron Hubbard chamou de lar.

Ao seguir a Autoestrada Pacific Coast pela costa sinuosa do sul da Califórnia ao longo de 110 quilómetros de praias, desfrutando do tempo mais perfeito — em qualquer lado — e irão chegar à cidade de San Diego. Tal foi o local duma tarde de sábado ensolarada no meio do horizonte do centro da cidade de San Diego — o cenário sublime para celebrar a nova Igreja de Scientology da cidade.

O Sr. David Miscavige, Presidente do Conselho de Religious Technology Center, presidiu a inauguração da Igreja de Scientology de San Diego, no sábado, 19 de novembro.

“Se alguma vez houve um dia em que o ‘Sonho da Califórnia’ assumiu um novo significado, é agora com a inauguração desta Igreja Ideal de Scientology”, disse o Sr. David Miscavige, o líder eclesiástico da religião de Scientology. “E se alguma vez houve um lugar predestinado para esse momento, então esse é o vosso San Diego. Dedicamos esta Org Ideal, em nome do nosso Fundador e em honra desta cidade onde ele viveu. E assim juramos empregar a sua tecnologia para a vida — ampla, generosa e indiscriminadamente para esta ‘Melhor Cidade da América!’”

A inauguração de San Diego marca uma era explosiva de expansão da Igreja e é a 55.ª Igreja Ideal a abrir as suas portas. Há agora Orgs Ideais em cidades por todo o mundo — desde Los Angeles a Londres, Melbourne a Milão e Telavive a Tóquio. “Ideal” é o standard estabelecido pelo Fundador de Scientology, L. Ron Hubbard, para que todas as Igrejas possam ser uma expressão perfeita dos princípios e práticas da religião.

Assim foi, que no sábado, 19 de novembro, alguns 3500 Scientologists e os seus convidados estiveram presentes para testemunhar a inauguração histórica de San Diego. E desde a primeira banda de Mariachi misturada com os tons animados dos Beach Boys “Surfin’ USA”, a dignitários representando todos os espectros políticos e sociais da Cidade e Condado de San Diego — a inauguração personificou positivamente a cultura rica da cidade.

A cerimónia também prestou homenagem ao lugar excecional que San Diego tem na vida de L. Ron Hubbard (LRH). É uma cidade onde ele não só viveu durante a sua juventude, mas começou mais tarde uma carreira lendária de escritor ocupando metade dum século e colocando-o entre os autores mais duradouros e amplamente lidos de todos os tempos.

Mesmo após 40 anos, LRH recorda-se com carinho desta ‘terra do nunca’, onde ele escreveu as suas primeiras histórias pulp numa cabana na falésia”, disse David Miscavige. “Este também foi o seu primeiro ponto de partida para a Ásia — entrando a bordo de um navio de transporte naval apenas com um fato usado, um sobretudo e dois cêntimos. Na esteira de Waikiki, ele fala de trazer uma prancha de Honolulu e assim tornou-se o primeiro a apanhar uma onda em Encinitas. Sim, este é o cruzamento da vossa história com LRH e o vosso futuro com o seu legado.”

A nova Igreja de San Diego fica no corredor do centro da cidade na Fourth Avenue, a poucos quarteirões da Câmara Municipal. Localizado no núcleo urbano próspero, as instalações de 4600 metros quadrados recebem todas as pessoas de San Diego e mais além.

“Por definição, uma Organização Ideal faz parte da sua comunidade”, continuou o Sr. Miscavige. “Esta Igreja de Scientology representa a literacia nas escolas, as ruas sem crime e drogas, a prosperidade no local de trabalho e os direitos humanos onde quer que as pessoas andem.”

A apresentar um sentido do que esse compromisso humanitário contém estavam dignitários de San Diego para dar as boas-vindas à Igreja: o Sr. John Redman, Diretor do programa das Áreas de Maior Tráfico de Drogas; a Dra. Beatriz Villarreal, Conselheira de Educação para o Condado de San Diego; a Sra. Estela de los Rios, Membro do Comité Executivo Nacional contra o Tráfico Humano; e o Coronel Bart Billings (Reformado), Direção de Saúde da Guarda Nacional.

O Sr. Redman falou da crise das drogas da região e como a Fundação para um Mundo sem Drogas apoiada por Scientology está a trabalhar para a contrariar: “Esta parte da fronteira é uma das piores áreas do tráfico de drogas da nação e é uma das mais desafiadoras. Mas entra em cena o Mundo sem Drogas e respetiva parceria. Em conjunto com a Fundação criámos uma colaboração de professores, funcionários da saúde e administradores aqui na nossa região fronteiriça. Na esteira deste compromisso, mais de 100 mil crianças já tiveram uma oportunidade para uma vida sem drogas.”

Coronel Billings observou que: “Todos os dias, 22 veteranos militares põem fim às suas vidas. E muitos dos suicídios estão diretamente ligados à medicação psiquiátrica. Precisamos de expandir o já mundial apoio da Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos, tanto nos EUA como no estrangeiro. Quanto mais pontos de contacto tivermos a consciencializar sobre o abuso psiquiátrico melhor estará a população. Com esta Org Ideal, vocês estão a colocar uma cabeça de ponte em San Diego, que trará ajuda e apoio às nossas tropas. Eu saúdo-vos por isso.”

A importância do envolvimento da Igreja no campo dos direitos humanos foi refletido nas observações da Sra. Estrela de los Rios: “Neste mundo, com todas as manchetes e caos, precisamos de toda a ajuda possível. E agradeço-vos, por manterem os direitos humanos nas mentes e almas de toda a gente. Porque só quando nos amarmos, aceitarmos e respeitarmos mutuamente, não só a nós próprios, mas a toda a humanidade, é que podemos ter direitos humanos em todo o lado. Para mim, os verdadeiros heróis são pessoas como vocês, a Igreja de Scientology.”

“Vocês têm de saber que sem os vossos materiais os pais não teriam hipótese”, disse a Dra. Villareal. “Porque com O Caminho para a Felicidade, eu sou uma mãe melhor, sou uma professora muito melhor, uma melhor líder da comunidade e o meu trabalho é muito mais fácil. Nós simplesmente não temos este tipo de programas. Ninguém tem. Sim, hoje é um dia para o Sonho Americano. E com estas portas agora abertas, celebremos a possibilidade de concretizar este sonho para todas as crianças de San Diego.”


A nova Igreja de San Diego proporciona aos visitantes uma introdução a Dianetics e Scientology, começando com o Centro de Informação Público. Os seus expositores contêm mais de 500 filmes que apresentam as crenças e práticas da religião de Scientology e a vida e legado do Fundador, L. Ron Hubbard.

O Centro de Informação também oferece uma descrição pormenorizada dos muitos programas humanitários patrocinados pela Igreja. Estes incluem uma iniciativa mundial da educação dos direitos humanos, um programa de educação, prevenção e reabilitação de drogas amplo; uma rede global de centros de literacia e aprendizagem; e o programa dos Ministros Voluntários de Scientology que agora representa a maior e mais independente força de socorro.

A Organização Ideal de San Diego também dispõe de uma Capela onde se realizam reuniões congregacionais de Scientology, incluindo Serviços Dominicais, casamentos e batismos, bem como uma série de eventos comunitários abertos aos membros de todas as denominações. A Igreja também inclui várias salas de seminário e de curso, para além de um andar inteiro dedicado à audição de Scientology (aconselhamento espiritual).


A inauguração de San Diego coroa um ano de expansão para a Igreja. As inaugurações recentes da Igreja aconteceram em Sydney, Austrália; Harlem, Nova York; Budapeste, Hungria; Atlanta, Geórgia; Milão, Itália; Tóquio, Japão; Bogotá, Colômbia; e Basileia, Suíça Também neste verão, a Igreja abriu Scientology Media Productions, um estúdio de tecnologia de ponta em 2 hectares, em Hollywood, na Califórnia, a partir do qual a mensagem da religião será proclamada através da televisão e rádio, internet e meios de comunicação social e por todas as outras plataformas mediáticas.

E há mais a caminho, com inaugurações de Organizações Ideais em 2017 planeadas para cidades globais e capitais culturais na América do Norte, América do Sul, Europa, África e Australásia.