Amesterdão, Holanda

A DE AMESTERDÃO — UMA NOVA IGREJA DE SCIENTOLOGY BRILHA NA CIDADE ALFA

Uma capital de classe mundial e ícone de cultura e tolerância dá as boas‑vindas à Igreja de Scientology na sua nova casa.

Ao seguir pelos canais encantadores e as pontes arqueadas do centro da cidade de Amesterdão e depois vaguear pelo oriente para a rua de crescimento rápido, moderna e estudiosa, Knowledge Mile, chegará à via rápida de uma das capitais criativas da Europa. A Knowledge Mile representa a guarda avançada do desenvolvimento de Amesterdão e um símbolo de aprendizagem e de expansão para esta cidade no meio duma renovação emocionante.

De facto, a inauguração da nova Igreja de Scientology de Amesterdão foi uma celebração exuberante do conhecimento, no sentido moderno e espiritual. Assim foi que cerca de 1300 Scientologists e convidados se reuniram no sábado, 28 de outubro, no centro de Amesterdão, para celebrar a revelação dum marco histórico impressionante no ápex central da área — a rua movimentada de Wibautstraat.

O Sr. David Miscavige, líder eclesiástico da religião de Scientology, preside a celebração exuberante da nova Igreja de Scientology de Amesterdão na rua Knowledge Mile da cidade.

Ao comemorar a ocasião, o Sr. David Miscavige, líder eclesiástico da religião de Scientology, declarou: “Antes de aquela fita cair, vamos fazer uma pausa para contemplar o vosso lugar na história da Holanda — para não mencionar da mitologia. Pois vocês já não estão a navegar mar adentro e barlavento e já não estão a contornar promontórios a caminho de casa. Pelo contrário, estão a sair em direção à própria eternidade.”

As festividades da inauguração chegaram a quase todas as notas do espectro cultural da cidade, desde o ritmo clássico de “Aan de Amsterdamse Grachten” (Ode aos Canais de Amesterdão) aos tambores de Suriname e a versão eletrónica destacando o lugar da cidade no novo milénio da música folclore. Também foi um dia que anunciou a diversidade e parceria, liderado por dignitários proeminentes que representam a crença coletiva dum Amesterdão mais forte como um Amesterdão mais unido.

Refletindo as tradições interreligiosas e o melhoramento social da cidade, a primeira Igreja de Scientology tem estado ativa nas iniciativas comunitárias desde a sua abertura em Amesterdão, em 1974. Por exemplo, a filial da Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos que tem sido uma força vital para proteger os direitos das crianças holandesas. A sua apresentação ao Comité da ONU para os Direitos da Criança sobre a medicação excessiva das crianças do país resultou num mandato nacional para investigar as raízes das causas dos sintomas de PHDA.

Os Scientologists também combateram o consumo de drogas na cidade através da distribuição de mais de 25 mil materiais de A Verdade sobre as Drogas, enquanto os preceitos morais universais de L. Ron Hubbard contidos no Caminho para a Felicidade foram ao todo distribuídos 150 mil. A Igreja também é uma voz ativa em atividades interreligiosas, em que os campeões conversão para superar as diferenças e melhorar a compreensão.

As novas impressionantes instalações de 7300 metros quadrados servem apenas para expandir a marca da Igreja na cidade e são um ponto de partida para estender o seu alcance humanitário dos seus locais principais, apenas a alguns minutos do centro da cidade de metro, bicicleta ou carro. Como tal, as instalações de 4 andares são um novo marco histórico deslumbrante para a esperança e colaboração para os mais de 70 mil residentes que passam todos os dias pela rua Wibautstraat.

Em apoio da mensagem de parceria do centro estavam dignitários locais para dar as boas‑vindas à Igreja no seu novo lar, incluindo o Sr. Maarten Lubbers, Presidente, Together One Amsterdam; o Sr. Michael Van Gils, Agente Superior da Polícia, Polícia do Distrito da Holanda (Reformado); a Sra. Sheela Vyas, Presidente do Conselho das Mulheres de Amesterdão; e o Sr. Ari Van Buuren, Presidente da Iniciativa da Religião Unida da Holanda.

O Sr. Maarten Lubbers, Presidente, Together One Amsterdam, falou da Igreja como um novo membro para melhorar os institutos de aprendizagem, empresas e organizações da “rua inteligente” da Holanda: “Toda a gente precisa dum santuário que oferece solidão e serenidade, consigo mesmo e com a sua família e amigos. Na vida, as pessoas experimentam perdas, tragédias e querem e necessitam de refletir. E o vosso novo lar é como uma extensão da rua, as portas estão abertas e as pessoas são bem‑vindas. Acredito que aqui toda a gente se vai encontrar com compaixão e vão ser recebidos de braços abertos — porque este é um centro que está genuinamente dedicado a inspirar e melhorar a nossa sociedade holandesa.”

O Sr. Michael Van Gils, Agente da Polícia Distrital (reformado) e médico, falou do movimento da CCHR e do seu legado de defender os direitos das crianças: “Com a CCHR, encontrei‑me numa cruzada de milhões de pessoas. Aqui estava um parceiro que não só afirma algo, mas entra em ação. E assim o fizeram, em nome de todos nós. Foram ao Parlamento Nacional para lhes dizer: ‘as nossas crianças merecem melhor.’ Alcançaram mais de 2000 médicos, professores e líderes políticos com a vossa mensagem e os factos… Graças à CCHR, os médicos de crianças foram advertidos contra a prescrição de medicamentos para o PHDA — e isso é uma mudança permanente.”

A Sra. Vyas, Presidente do Conselho das Mulheres de Amesterdão destacou um futuro brilhante para Amesterdão anunciado com as festividades e O Caminho para a Felicidade: “Este pequeno livro é uma ferramenta muito útil para capacitar as pessoas a tomarem responsabilidade pelas suas próprias vidas e as vidas dos outros à sua volta. Inspira‑os a crescer como cidadãos responsáveis e amáveis. E assim, forma uma rocha para construir sociedades decentes. Nesta altura, que os padrões morais estão a diminuir na Holanda e noutros lugares, as pessoas precisam de ferramentas eficazes para se educarem… Porque a educação real não é ao receber certificados, mas ao ter uma bússola moral para a autocapacitação.”

A coroar o sentido dum novo começo, o Sr. Van Buuren, Presidente da Iniciativa da Religião Unida da Holanda, falou da relação entre Scientology e a espiritualidade. “Há um antigo provérbio holandês que diz: ‘Melhore o mundo e comece por si próprio’... Estamos a precisar dum contra‑movimento de espiritualidade, fora de solidão e isolamento. E a vossa transformação e treino educacional contribui profundamente para isso. É tudo sobre o autoconhecimento e a consciência espiritual. Vocês contribuem muito para a consciência espiritual e liberdade. Na cultura Ocidental, o pensamento racional e espiritualidade foram separados — e Scientology volta a juntá‑los.”


A nova Igreja proporciona aos visitantes uma introdução a Dianetics e Scientology, começando com o Centro de Informação Público. Os seus expositores contêm mais de 500 filmes que apresentam as crenças e práticas da religião de Scientology e a vida e legado do Fundador, L. Ron Hubbard.

O Centro de Informação também detalha os muitos programas humanitários que Scientology apoia. Estes incluem uma iniciativa mundial da educação dos direitos humanos, um programa de educação, prevenção e reabilitação de drogas amplo; uma rede global de centros de literacia e aprendizagem; e o programa dos Ministros Voluntários de Scientology que se tornou a maior e mais independente força de socorro.

A Capela de Amesterdão proporciona um espaço para as reuniões congregacionais de Scientology, que incluem Serviços Dominicais, Casamentos e Batismos. Também acolherá eventos comunitários, abertos a membros de todas as denominações. A Igreja também inclui várias salas de seminário e de curso, e uma ala inteira dedicada à audição de Scientology (aconselhamento espiritual).


A inauguração da nova Igreja de Scientology de Amesterdão surge durante um período de expansão rápida da religião com 60 novas Igrejas de Scientology, desde Los Angeles a Tampa, Londres a Milão, Joanesburgo a Tóquio e Telavive a Kaohsiung. Na última década, essas aberturas têm levado a uma expansão mundial da religião a uma velocidade que ultrapassa os 50 anos anteriores combinados.

Em 2017, houve inaugurações de novas Igrejas de Scientology em Auckland, Nova Zelândia; Vale de São Fernando, Califórnia; Miami, Florida; Copenhaga, Dinamarca; e duas apenas nas últimas duas semana em Birmingham, Reino Unido e Dublin, Irlanda.

Estão planeadas mais inaugurações da Igreja nos próximos 12 meses, para os epicentros culturais da Europa, América Latina, América do Norte e África.