Scientology tem Doutrinas relacionadas com o Céu ou o Inferno?

SCIENTOLOGY TEM DOUTRINAS RELACIONADAS COM O CÉU OU O INFERNO?

Os Scientologists acreditam que as pessoas são seres espirituais imortais que já viveram antes e que vão viver de novo, e que a sua felicidade futura e imortalidade enquanto seres espirituais dependem de como se comportam no aqui e agora. Tal como L. Ron Hubbard escreveu em Scientology: Os Fundamentos do Pensamento:

“É óbvio que aquilo que criamos nas nossas sociedades durante esta vida nos afecta durante a nossa próxima vida. Isto é bastante diferente da ‘crença’ ou ‘ideia’ de que isto sucede. Em Scientology, temos muito pouco a ver com forçar as pessoas a tirarem conclusões. Um indivíduo pode experimentar estas coisas por si próprio. E a não ser que as consiga experimentar, ninguém espera que ele as aceite. 

“A manifestação de que o nosso Além é a nossa ‘próxima vida’ altera totalmente o conceito geral de destino espiritual. Não existe nenhum argumento contra os dogmas de qualquer fé, uma vez que não é afirmado de forma precisa e uniforme por todas as religiões que se vai imediatamente para o Céu ou para o Inferno. É certo que um indivíduo experimenta, na sua vida seguinte, o efeito da civilização em cuja criação participou. Por outras palavras, o indivíduo regressa. Ele tem uma responsabilidade pelo que acontece hoje, visto que o irá experimentar amanhã.”

O sentimento de responsabilidade social é reforçado quando, no curso da participação em serviços de audição e treino, os Scientologists se dão conta de que são realmente seres espirituais que viveram antes e que voltarão a viver. O corolário disto é um padrão superior de ética e moral. O mundo que uma pessoa constrói hoje é o mundo para onde ela volta amanhã e uma pessoa vive com os frutos do seu trabalho ou o resultado das suas transgressões em vidas futuras.

Este não é meramente um conceito abstracto, relacionado com o estado futuro da sociedade. Também se aplica diretamente à condição espiritual de cada um. Um preceito fundamental de Scientology é que as pessoas são basicamente boas, mas que se tornaram aberradas através do contacto com o universo físico e, portanto, cometem atos nocivos. Estes atos reduzem a consciência e capacidade da pessoa e repercutem-se nela numa espiral descendente de infelicidade e miséria. Através de Scientology, uma pessoa pode confrontar as suas ações, assumir a responsabilidade por elas, e voltar a conhecer e experimentar a verdade novamente. 

Scientology procura a inversão completa desta espiral descendente e a obtenção da liberdade espiritual para o indivíduo e para a sociedade como um todo.

Scientology partilha o objectivo da salvação espiritual que existe em muitas fés, tais como o Judaísmo, o Islamismo, o Cristianismo, o Budismo e o Hinduísmo. Embora os termos através dos quais a salvação se realiza sejam diferentes em Scientology, o objectivo espiritual de salvar a alma é um traço comum partilhado com muitas fés.