O Código do Supervisor

O CÓDIGO DO SUPERVISOR

Assim como os auditores devem seguir um código de conduta, assim também fazem os supervisores numa sala de curso de Scientology. Ao contrário de muitos professores em sala de aula tradicional, os Supervisores de Curso não agem ou se comportam como uma “autoridade” dizendo aos alunos o que pensar, nem defendem opiniões sobre o assunto. Em vez disso, os estudantes são orientados a encontrar as respostas por si próprios nos materiais de Dianética e Scientology.

No código a seguir, escrito por L. Ron Hubbard em 1957, as diretrizes fundamentais são estabelecidas para garantir que a sala de curso tenha um padrão profissional, com o máximo benefício para o estudante. Este código é seguido pelos supervisores nas igrejas de Scientology em todo o mundo, garantindo um elevado nível de formação na tecnologia.

1. O Supervisor nunca deve negligenciar uma oportunidade de avaliar pelo estudante e para o estudante sobre Scientology.

2. O Supervisor deve invalidar implacavelmente os erros do estudante e usar bom ARC enquanto o faz.

3. O Supervisor deve manter-se sempre em bom ARC com os seus estudantes enquanto estes executam atividades de treino.

4. O Supervisor tem de ter, em todas as ocasiões, uma grande tolerância pela estupidez dos seus estudantes, e tem de estar disposto a repetir qualquer dado que não tenha sido compreendido tantas vezes quantas as necessárias para que o estudante compreenda e adquira realidade sobre o dado.

5. O Supervisor não tem um “caso” no relacionamento com os seus estudantes, nem comenta ou discute com os estudantes acerca dos seus problemas pessoais.

6. O Supervisor será, em todas as ocasiões, um ponto de origem de bom controlo e orientação para os seus estudantes.

7. O Supervisor será capaz de correlacionar qualquer parte de Scientology com qualquer outra parte e com a vivência ao longo das oito dinâmicas.

8. O Supervisor deve ser capaz de responder a qualquer pergunta referente a Scientology dirigindo o estudante para a verdadeira fonte dos dados. Se um Supervisor não puder responder a uma determinada pergunta, ele deve sempre dizê-lo, e o Supervisor deve sempre encontrar a resposta à pergunta junto da fonte, e dizer ao estudante onde se encontra a resposta.

9. O Supervisor nunca deve mentir, nem enganar nem dar informação errada a um estudante a respeito de Scientology. Ele deve ser honesto com o estudante acerca do assunto, em todas as ocasiões.

10. O Supervisor deve ser um auditor consumado.

11. O Supervisor deve dar sempre um bom exemplo aos seus estudantes: tal como dar boas demonstrações, ser pontual e vestir-se asseadamente.

12. O Supervisor deve, em todas as ocasiões, estar perfeitamente disposto a fazer, e ser capaz de fazer, qualquer coisa que ele diga aos seus estudantes para fazerem.

13. O Supervisor não deve envolver-se emocionalmente com os estudantes dum ou doutro sexo enquanto estes estejam sob o seu treino.

14. Quando um Supervisor comete qualquer erro, ele deve informar o estudante de que o cometeu e rectificá-lo de imediato. Este dado inclui todas as fases no treino, demonstrações, palestras e processamento, etc. Ele nunca deve esconder o facto de ter cometido o erro.

15. O Supervisor nunca deve negligenciar o facto de elogiar os seus estudantes quando o mereçam.

16. O Supervisor deve, em certa medida, ser pandeterminado no que diz respeito à relação de Supervisor-estudante.

17. Quando um Supervisor permite que um estudante o controle, lhe dê ordens ou o maneje de qualquer forma, para o propósito de demonstração ou outros propósitos de treino, o Supervisor deve sempre voltar a colocar o estudante sob o seu controlo.

18. O Supervisor seguirá, em todas as ocasiões, o Código do Auditor durante as sessões e o Código de um Scientologist em todas as ocasiões.

19. O Supervisor nunca dará opiniões ao estudante acerca de Scientology sem as rotular completamente como tal; fora disso, ele deve dar unicamente dados que foram testados e comprovados no que diz respeito a Scientology.

20. O Supervisor nunca deve usar um estudante para o seu proveito pessoal.

21. O Supervisor será um terminal estável, dará dados estáveis, terá certeza, mas sem ser dogmático ou ditatorial para com os seus estudantes.

22. O Supervisor manter-se-á informado, em todas as ocasiões, acerca dos procedimentos e dados mais recentes de Scientology, e comunicará esta informação aos seus estudantes.