Como é que o E-metro Funciona

COMO É QUE O E-METRO FUNCIONA

Quando o E-Metro está a funcionar e uma pessoa segura nos seus eléctrodos, um fluxo muito pequeno de energia eléctrica (cerca de 1,5 volts menor que o de uma bateria de lanterna) passa dos fios dos cabos do E-Metro, através do corpo da pessoa e de volta ao E-Metro. (O fluxo eléctrico é tão pequeno que não há nenhuma sensação física ao segurar os eléctrodos).

As imagens na mente contêm energia e massa. A energia e a força das imagens de experiências dolorosas ou transtornantes pode ter um efeito nocivo sobre um indivíduo. Essa energia nociva ou força é chamada carga.

Quando a pessoa pensa ao segurar os eléctrodos do E-metro num pensamento, ela olha para uma imagem na sua mente, reexperimenta um incidente ou desloca uma parte da mente reativa, ela está a mover e a mudar massa e energia mental reais. Estas mudanças na mente influenciam o minúsculo fluxo de energia eléctrica gerado pelo E-Metro, fazendo com que a agulha se mova no seu mostrador. As reações da agulha no E-Metro dizem ao auditor onde é que a carga se encontra, e que isso deve ser abordado através de audição.

Os diferentes movimentos da agulha têm significados exatos e a habilidade de um auditor inclui uma compreensão completa de todas as reações do E-metro. Ao usar o E-metro, o auditor assegura-se de que o processo abrange a área correta, a fim de descarregar a energia nociva conectada com a parte da mente reativa do preclear. Quando a carga diminui, a pessoa aumenta a sua capacidade de pensar com clareza na área a ser abordada e a sua sobrevivência potencial aumenta proporcionalmente. Como resultado, o preclear descobre coisas sobre si mesmo e a sua vida novas compreensões sobre a existência, os marcos miliários que marcam os seus ganhos.

Estas compreensões resultam num maior grau de consciência espiritual e, consequentemente, uma maior capacidade para ter sucesso.