Axioma do Dado Estável

AXIOMA DO DADO ESTÁVEL
Know And Not-Know

Com pedidos pelos livros de L. Ron Hubbard a chegarem de lugares tão distantes como Cairo e Telavive, o Sr. Hubbard determinou que era necessária uma localização mais central para controlar o crescimento de Scientology a nível internacional. Por isso foi estabelecida a Igreja Fundadora de Scientology em Washington, DC. Para além disso, com aquela nova Igreja veio algo mais: a primeira Academia de Scientology – a Academia de Artes e Ciências Religiosas. Embora esses desenvolvimentos organizacionais tenham marcado um início, a história do avanço técnico apresentou igualmente uma imagem monumental. Especificamente, com a descoberta de um dos princípios que chegam mais longe em Scientology, o Axioma 53 (o Axioma do Dado Estável), L. Ron Hubbard descobrira uma resposta para toda a aberração e a teoria básica da sanidade ou capacidade. E ao fazer esta entrada neste passo com o Axioma 53 veio outro marco miliário – os quatro postulados que levaram o thetan à sua queda do estado nativo. À medida que o Sr. Hubbard treinava simultaneamente os auditores em como disseminar, ao providenciar-lhes Scientologist: Um Manual sobre a Disseminação de Material, e um artigo “Comecem Aquela Prática!” em que detalhava como levar adiante a tocha para o sucesso.

Leia Mais

adquira
130€
Quantidade
Língua
Envio Gratuito Atualmente elegível para envio gratuito.
Em Stock
Envio dentro de 24 horas
Formato:
CD
Conferências:
7

MAIS SOBRE AXIOMA DO DADO ESTÁVEL

Então, nós temos o postulado um, Não-Saber (isto é num nível analítico); postulado dois, Saber; postulado três, Esquecer; e postulado quatro, Lembrar. – L. Ron Hubbard

No Verão de 1955, a Associação Hubbard de Scientologists Internacional em Phoenix aumentou para cerca de 8 edifícios e um staff a tempo inteiro de tamanho considerável. Por essa razão, com os graduados de ACC agora a liderar a expansão por todas as suas zonas geográficas, as forças combinadas de Scientologists estavam a fazer sentir a sua influência por todo o planeta. A Scientology britânica, com quinhentos auditores, estendia-se de Liverpool no norte de Inglaterra a Croydon no sul. Auditores às dúzias estavam a treinar-se na África do Sul. Scientology tinha lançado raízes na Austrália e Nova Zelândia e estava a prosperar. E isso não era tudo. Notícias dos avanços de L. Ron Hubbard tinham circulado tão largamente que havia pedidos de livros vindos de locais tão distantes como Telavive e Cairo. Enquanto que de uma costa à outra dos Estados Unidos, a expansão continuava a seguir em frente.

Apercebendo-se de que seria necessária uma localização mais central para acompanhar o crescimento de Scientology internacional, o Sr. Hubbard decidiu mudar-se para Washington, DC. Assim, em Julho de 1955, com um Centro de Distribuição estabelecido nas proximidades de Silver Spring, Maryland, para publicar e disseminar os materiais, a Igreja Fundadora de Scientology foi fundada no 1845 “R” Street NW. Mais objetivamente, essa nova Igreja também assistiu à criação da primeira Academia de Scientology – A Academia de Artes e Ciências Religiosas.

Se a época foi marcada por uma série de “primeiros” organizacionais, a história do avanço técnico era a mesma. Com um enorme arsenal de processos agora em uso – desde A Criação da Capacidade Humana e Dianética 55! – L. Ron Hubbard tinha feito uma nova descoberta não apenas aplicável a toda a audição, mas a todo o conceito de Cognoscência que tinha impulsionado a procura do Homem durante milhares de anos. Por isso, a 11 de Julho de 1955, ele começou a entrega das Palestras da Academia de Washington. Abrindo com uma descrição detalhada dos modernos procedimentos de audição, ele continuou com a aplicação em audição dos quatro postulados chave feitos pelo thetan. E para esses estudantes, um simples título de palestra não deixou ninguém com dúvidas acerca da magnitude destas descobertas: “O Dado Desconhecido – Uma Conferência que Abala mest.”

“Com a chegada do conceito de que a maior cognoscência que se pode alcançar é não saber acerca de algo, nós cruzámo-nos com todas as filosofias do Oriente e fomos mais além. Nós deixámos a raça humana.

“Este segredo estúpido foi o segredo que manteve este universo unido.”

Porque, entrando em cena juntamente com os quatro postulados estava aquilo que se ia tornar um dos princípios de Scientology de maior alcance: o Axioma 53, ou como o Sr. Hubbard o descreveu: “O Axioma do Dado Estável”. Quanto ao papel do Axioma 53 e dos quatro postulados na audição, ele foi verdadeiramente fundamental. Como ele explicou:

“Existem duas decisões básicas deste universo: Sobreviver, Sucumbir. E estes são os dois dados estáveis.

“Ele está deitado numa cama de hospital, a sofrer e com dores e ele lê Dianética: Evolução de uma Ciência ou algo parecido e de repente ele diz: ‘Hei! Espera! Isto...bang!’ e ele levanta-se e já não está doente. Magia! Pura magia! É realmente um dos dois dados estáveis.

“Bem, o outro dado estável, um pouco menor em termos de magnitude, é Sucumbir, estão a ver? Apenas estes dois. Ora, esses são os dois dados sobre os quais a própria vida alinha e qualquer desalinhamento com estes dois dados resultará em aberração.”

Por isso, muito pertinente ao Axioma 53 era o modo de auditar preclears até ao ponto de serem capazes de alterar, mudar ou trocar o dado estável:

  • Individualismo Vigoroso – se a pessoa não tivesse de proteger uma única individualidade de modo constante, ela recuperaria o livre-arbítrio na vida;
  • Inconsciência – como um harmónico inferior de não-cognoscência;
  • Lembrança – como um harmónico de cognoscência;
  • Insanidade – as suas mecânicas, e a razão por que ela é um caos no qual não existem dados estáveis nenhuns;
  • Caos – como este apoia e dá poder ao dado estável a um nível reativo;
  • Estado Ideal para um Thetan – esquecer e lembrar seletivamente – e como Scientology é um método pelo qual um indivíduo pode Saber ou Não-Saber à vontade.

Quanto ao que estes avanços significavam em termos de disseminação, o Sr. Hubbard declarou que queria cada Scientologist um metro atrás da cabeça da sociedade na sua própria comunidade. Ou, como ele escreveu numa carta para acompanhar uma edição de Setembro de 1955 da revista Ability:

“Com esta publicação e matéria em desenvolvimento, os objetivos, os mais brilhantes, de Dianética e Scientology estão a tornar-se uma realidade.

“Nós podemos ganhar ao comandar o ambiente contra uma escola do pensamento – a Ratologia – que apenas se adapta a ele.”

Com esse fim, L. Ron Hubbard instruiu os auditores sobre como disseminar – especificamente fornecendo-lhes O Scientologist, Um Manual sobre a Disseminação de Materiais, sobre como conduzir uma atividade de campo, e “Comecem Essa Atividade!” – instigando os auditores a transportar o facho e dizendo-lhes como serem um sucesso. Contudo, com a chegada do Outono de 1955, com uma Igreja Fundadora de Scientology localizada num ponto central, uma Academia totalmente a funcionar e os recursos para a disseminação à mão, Scientology estava a postos para a sua fase de expansão seguinte, totalmente nova.