Conferências do Curso Profissional de Dianética

CONFERÊNCIAS DO CURSO PROFISSIONAL DE DIANÉTICA

Após seis meses de viagens de costa a costa, a entregar palestras aos primeiros Dianeticistas, L. Ron Hubbard reuniu os auditores em Los Angeles para um novo Curso Profissional. O tema foi a sua próxima grande descoberta sobre a vida: o Triângulo de ARC, e descreveu a inter-relação entre a Afinidade, Realidade e Comunicação. Através de uma série de quinze conferências, ele anunciou muitos primeiros, incluindo o Espectro da Lógica, que contém uma infinidade de gradientes de certo a errado; ARC e as Dinâmicas; As Escalas de Tom de Afinidade, Realidade e Comunicação; o Código do Auditor e a relação que ele tem com ARC; e A Carta de Acessibilidade que classifica um caso e como processá-lo. Portanto, aqui encontra-se a declaração definitiva sobre os Procedimentos de Audição do Livro Um e a descoberta sobre a qual toda a pesquisa futura iria avançar. Julgou-se que os dados nestas conferências estavam perdidos durante mais de 50 anos e apenas disponíveis em notas de estudantes, publicadas como as Notas sobre as Palestras. As gravações originais foram agora descobertas, tornando-as amplamente disponíveis pela primeira vez. Portanto, aqui encontra-se a declaração definitiva sobre os Procedimentos de Audição do Livro Um e a descoberta sobre a qual toda a pesquisa futura iria avançar. A vida no seu estado mais elevado, Compreensão, é composta de Afinidade, Comunicação e Realidade. E, tal como L. Ron Hubbard disse, a melhor descrição do Triângulo de ARC que pode ser encontrada, está nestas palestras. Leia Mais

adquira
200€
Quantidade
Língua
Envio Gratuito Atualmente elegível para envio gratuito.
Em Stock
Envio dentro de 24 horas
Formato:
CD
Conferências:
15

MAIS SOBRE CONFERÊNCIAS DO CURSO PROFISSIONAL DE DIANÉTICA

“Trabalho e pesquisa adicionais sobre a emoção produzirão sem dúvida uma compreensão ainda maior da emoção. Mas agora temos um conhecimento funcional da emoção. Podemos usar o que sabemos e, com isso, produzir resultados. Quando soubermos mais, seremos capazes de produzir resultados muito melhores, mas agora mesmo podemos produzir o Liberado e o Clear. Se tratarmos a emoção como força vital retida e se seguirmos estes preceitos gerais para a liberar, obteremos um ganho muito grande em qualquer preclear; na verdade, produziremos os nossos maiores ganhos individuais ao liberar a emoção deste modo.”– L. Ron Hubbard

Com a publicação, a 9 de Maio de 1950, de Dianética: O Poder da Mente sobre o Corpo, L. Ron Hubbard não só tinha providenciado o manual do procedimento de Dianética, como também a direção da pesquisa futura para obtenção de resultados melhores e mais rápidos. De facto, as últimas páginas desse primeiro livro instigavam o progresso da técnica existente:

“Temos aqui uma coisa que não existiu antes, uma ciência da mente que funciona invariavelmente. Os métodos de aplicação não podem deixar de ser aperfeiçoados.”

Para proporcionar tanto o treino de auditores como os casos nos quais poderiam ser testadas técnicas de aplicação aperfeiçoadas, foi fundada uma Fundação de Pesquisa de Dianética e uma escola, semanas após a primeira publicação do livro. No entanto, uma procura esmagadora de instrução excedeu a capacidade quase imediatamente, com leitores de Dianética, que desejavam inscrever-se, literalmente acampados no relvado em frente da casa de L. Ron Hubbard, em Elizabeth, Nova Jérsia. Apesar de se ter expandido para novas instalações, ao fim de poucas semanas, mesmo essas eram demasiado pequenas. E assim continuou, semana após semana, literalmente, mês após mês, enquanto os jornais descreviam com precisão o movimento de Dianética como um “fogo descontrolado” que se espalhava de costa a costa.

De tal maneira que ele fundou uma segunda sede na costa oeste da América, em Los Angeles, Califórnia. Em consequência disso, ele passou a viajar de costa a costa rotineiramente – apresentando os seus grandes avanços àqueles primeiros Dianeticistas – mantendo-os atualizados ao dia e ao minuto, com 135 conferências em 150 dias.

Além disso, enquanto cada avanço sucessivo se aproximava ainda mais do objetivo de Clear, Novembro de 1950 viu aquilo que L. Ron Hubbard descreveu como o próximo marco miliário de Dianética – nomeadamente a anatomia e a fonte da própria emoção. O livro, Dianética, já tinha incluído um Gráfico Descritivo que traçava um Potencial de Sobrevivência através das quatro dinâmicas proporcionando uma Escala de Tom de emoção. Mas, como ele iria anunciar, a descrição dessa escala era bidimensional enquanto aquilo que ele agora tinha descoberto se apresentava em três dimensões. Essa descoberta era o triângulo de Afinidade, Realidade e Comunicação (ARC).

O seu uso e aplicação abarcava tudo – desde cada um dos aspetos da audição até às relações interpessoais e à própria Vida. O primeiro anúncio destes grandes avanços, e a sua aplicação, surgiu em Novembro de 1950 no extraordinário Curso Profissional de Los Angeles.

Das Escalas de Tom de Afinidade, Realidade e Comunicação, até ARC e as Dinâmicas, até à Carta de Acessibilidade que guia os auditores quanto a abrir casos e pôr qualquer pessoa a avançar – estas conferências contêm não só a última palavra e os toques finais no procedimento do Livro Um de Dianética, mas também a fundação para a pesquisa futura da força vital.

Para fornecer estes materiais aos Dianeticistas de toda a parte, ao fim de poucos meses foram publicadas notas que os estudantes tomaram das conferências, no livro Notas sobre as Palestras. Contudo, correspondência do Sr. Hubbard recentemente descoberta, desse período de Novembro de 1950, incluía instruções para que as conferências fossem postas à disposição na sua totalidade, servindo as notas meramente para uma publicação imediata destes grandes avanços até ser possível fazer cópias das conferências. Assim, deu-se início a uma procura global dessas gravações originais, que desde há cinquenta anos se pensava estarem perdidas, dispondo-se apenas dos transcritos e das notas. Até que por fim as fitas gravadas originais foram localizadas. E utilizando técnicas de restauração monumentais, essas conferências estão agora disponíveis pela primeira vez desde que esses estudantes de 1950 as ouviram em Los Angeles.

Afinidade, Realidade e Comunicação são os componentes de Compreensão, e permaneceram como o princípio fundamental da pesquisa e descoberta de L. Ron Hubbard durante os trinta e cinco anos seguintes, construindo constantemente uma ponte melhor para a liberdade e para a capacidade. No entanto, independentemente do avanço, o Sr. Hubbard referiu-se repetidamente a esta primeira descrição – a estas conferências – como a melhor dissertação acerca de ARC, que nunca seria melhorada.