East Grinstead, Inglaterra

REALIZAÇÕES SURPREENDENTES: SUCESSO HUMANITÁRIO CELEBRADO NO MAGNÍFICO FIM DE SEMANA DA IAS

A 34.ª celebração anual da Associação Internacional de Scientologists (IAS) encaixa‑se num ano de níveis históricos em três dias de satisfação no sul de Inglaterra.

A cidade de East Grinstead aparece como se fosse dum livro de histórias, um mercado medieval no canto nordeste de West Sussex — a sul de Londres, a norte de Brighton, luxuoso com terras de cultivo, árvores e jardins botânicos. Afinal de contas, é uma cidade cujo nome significa “lugar verde” e faz fronteira com uma Área de Beleza Natural nacionalmente reconhecida que inclui a Floresta Ashdown da lenda antiga.

O destino final é o trilho, o suficiente para ser extasiadamente tranquilo, mas ainda a pouca distância da praça Piccadilly Circus. Foi assim que um comboio de luzes fluiu através das estradas sinuosas do país e chegou às grandes portas, derramando ondas e ondas de participantes cheios de antecipação.

Esta é a Saint Hill Manor, o lar do Fundador de Scientology L. Ron Hubbard, e mais uma vez o palco central para o encontro anual da Associação Internacional de Scientologists. A gala de um fim de semana é uma oportunidade para os paroquianos de todos os cantos de Inglaterra e mais de 65 nações de todo o mundo para celebrarem o propósito humanitário e as realizações. E à medida que o barulho das botas e saltos altos a andarem nas pedras e cascalho ecoava pelo caminho, o anoitecer virou numa noite de maravilha, agora pronta para começar.

O Sr. Miscavige dirige a reunião anual em Saint Hill em honra do legado da IAS — um legado com o propósito duradouro: “Unir, promover, apoiar e proteger a religião de Scientology e Scientologists em todas as partes do mundo para que os Objetivos de Scientology possam ser alcançados conforme originados por L. Ron Hubbard.”

“Como é tradição, esta noite é a noite em que atravessamos 38 000 quilómetros do nosso país da IAS e assim vemos todos os vetores da salvação planetária”, começou o Sr. David Miscavige, o líder eclesiástico da religião de Scientology. “O nosso convite para livrar este mundo do consumo de drogas, o nosso mandato dos direitos humanos e o mesmo de novo para a moralidade, como promulgado pelos 21 preceitos de O Caminho para a Felicidade. O ponto: Acreditam honestamente que a história deve sempre rimar com inglória? Que o conflito e injustiça são inevitáveis? Bem, L. Ron Hubbard nunca pensou assim e nem a IAS.”

De facto, a IAS começou em 1984 e foi fundada em Saint Hill para unir, promover, apoiar e proteger a religião de Scientology e Scientologists para que os Objetivos de Scientology possam ser alcançados. Em honra dessa tradição, este ano o Sr. Miscavige delineou um ano com sucessos extraordinários movidos pela força irrepreensível onde todos os avanços são alinhados em direção à salvação humanitária e expansão.

O principal entre estes sucessos foi a inauguração histórica duma nova e espantosa Igreja de Scientology em Estugarda, Alemanha. No início de setembro, a fita caiu nas instalações de 7271 metros quadrados no centro da capital industrial. Os assistentes da celebração de aniversário de sexta‑feira à noite em East Grinstead foram apresentados aos destaques da cerimónia de inauguração, apresentando discursos cativantes de dignitários para honrar a ocasião como monumental para o passado, presente e futuro de não só na Alemanha, mas toda a Europa.

A noite continuou na trajetória ascendente, pairando sobre uma paisagem cheia de realização humanitária nos últimos 12 meses e cortesia das iniciativas lendárias patrocinadas pela IAS. Tudo começou com os esforços para salvar vidas para erradicar os abusos no campo da saúde mental através da Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos.

Os relatos milagrosos de ajuda, apoio e fraternidade humana, apresentada pela Fundação para um Mundo sem Drogas e os seus impulsos eternos para entregar A Verdade sobre as Drogas; Unidos pelos Direitos Humanos, defendendo o facto de que todos os homens, mulheres e crianças estão protegidos pela Declaração Universal dos Direitos Humanos; O Caminho para a Felicidade, o fenómeno mundial que contém o código moral não‑religioso escrito por L. Ron Hubbard restaurando a decência e confiança básica na humanidade; e a onda imparável do apoio dos Ministros Voluntários de Scientology oferecendo assistência em 19 diferentes locais calamitosos no ano passado.

Cada campanha alcançou níveis inigualáveis de realizações, alcançando novos locais e ajudando milhares de pessoas em todo o mundo. O Sr. Miscavige detalhou os últimos 12 meses que incluiu:

  • Unidos pelos Direitos Humanos que realizaram reuniões e eventos em locais em todo o mundo, incluindo México, Gâmbia, Índia, Taiwan, Washington, D.C., e na Sede da ONU em Nova Iorque — representando um movimento global dedicado a construir “um mundo justo e livre”.
  • Na Costa Rica, onde o folheto da Youth for Human Rights tornou‑se uma publicação oficial da equipa de futebol do Campeonato Mundial do país, criando um movimento através de todos os 82 distritos, alcançando 2 milhões de pessoas na totalidade.
  • O Caminho para a Felicidade Nepal habilita cerca de 100 000 alunos com os 21 preceitos, efetuando uma queda significativa do bullying nas escolas e que resulta numa parceria governamental com as escolas da nação.
  • O Mundo sem Drogas Malásia fez uma digressão sob um hino Punk Rock: “Use Música, Não Drogas” e tocaram a milhares de alunos locais e 1,2 milhões de cidadãos, inspirando no total uma precipitação em crimes relacionados com as drogas.
  • As marchas e eventos do Mundo sem Drogas na África do Sul e por todo o continente distribuindo cerca de 140 000 folhetos de A Verdade sobre as Drogas; campanhas de juramento livre de drogas reunindo 50 000 assinaturas na Colômbia; as equipas do Mundo sem Drogas fizeram cobertura no Super Bowl 52 em Minnesota, EUA, com 230 000 folhetos; e no Campeonato Mundial da FIFA na Rússia espalhando mais de meio milhão de folhetos do Mar Negro à Praça Vermelha; disseminando no total mais de 15 milhões de folhetos de A Verdade sobre as Drogas em 19 fusos horários da Terra no ano passado.
  • Os Ministros Voluntários de Scientology (VMs) ajudam em desastres por todo o mundo, incluindo terramotos em Taiwan, monções no Nepal, furacões no Japão e incêndios na Grécia, bem como por toda a Califórnia.
  • Em Porto Rico, após o furacão mortal Maria atingir a ilha, os Ministros Voluntários chegaram imediatamente para entregar mais de 150 000 mantimentos vitais e subsequentemente conduziram um sistema de energia solar “faça você mesmo” para iluminar 300 000 casas.
  • Depois do terramoto de magnitude 7.5 abalar Papua Nova Guiné, os Ministros Voluntários voaram num programa de recuperação e procura, deixando cair cinco toneladas de comida e suprimentos, ajudando 18 000 habitantes nos 19 centros de resgate.
  • E na esteira da erupção da “mãe de vulcões” de Guatemala, os Ministros Voluntários distribuíram mais de 10 toneladas de roupa, comida, kits de higiene e suprimentos médicos para a sua base, construído quase 200 casas e treinando o pessoal de desastres locais para restaurar a sua região.
  • No total, os Ministros Voluntários de Scientology viajaram um milhão de quilómetros para levar socorro a mais de 5 milhões de pessoas atingidas por desastres naturais e perpetrados pelo homem.

Os recebedores das três Medalhas da Liberdade da IAS deste ano estavam orgulhosos, sublinhando o tema da noite de devoção incansável para a realização de paz, educação, decência, justiça social e uma existência sem drogas e sem crime, por todo o planeta. O Sr. Miscavige apresentou cada um individualmente, e uma apresentação especial em vídeo assinalou os seus compromissos impávidos à humanidade:

  • Em Austin, o Vencedor da Medalha da Liberdade e Diretor Executivo da CCHR Texas, Lee Spiller, dirigiu um esforço interminável para deter o abuso psiquiátrico dentro do sistema de saúde mental do estado. Lee focou‑se em vários incidentes de tortura e tratamento desumano de crianças órfãs e idosos, posteriormente, expondo um grande plano de subsídios para os bolsos dos médicos. Ele viu no final 172 instalações da saúde mental criminosas a fecharem e a passagem de 43 ações legislativas para proteger os indivíduos — tudo em nome da defesa dos direitos humanos.
  • Nas Filipinas, Jorge Perez de Tagle introduziu ao Chefe da Polícia de Davao os 21 preceitos de O Caminho para a Felicidade e depois fez um programa piloto com agentes da polícia a bater às portas e a dar o folheto a traficantes de drogas suspeitos, inspirando uma queda significativa nos assassínios. Jorge levou subsequentemente o programa a Manila e ensinou pessoalmente os preceitos a outros milhares de agentes da polícia. Depois disso, ele continuou a trazer a sua mensagem de educação moral aos Militares. Ao todo, Jorge de Tagle engendrou um movimento que alcançou milhões de pessoas por toda a sua nação e ajudou a alcançar 38% de queda da criminalidade nas Filipinas.
  • E na Cidade do México, onde os gémeos Dan e Ari Agami trabalharam para mudar uma taxa alarmante nacional através da introdução da Tecnologia de Estudo de L. Ron Hubbard nas escolas locais. O impacto imediato viu professores treinados em 600 escolas — com um estado mexicano a surgir no topo das Classificações da Educação Nacional. Eles canalizaram o seu impulso na produção de 21 filmes educativos para os alunos em 17 nações. No total, Dan e Ari treinaram 33 000 indivíduos, capacitando 60 000 professores e pavimentando permanentemente o caminho para novos futuros para mais de 1,6 milhões de alunos.

Nessa altura, uma noite cheia de propósito e paixão atingiu a quantidade máxima à medida que o Sr. Miscavige apresentou o novo e ousado capítulo da Scientology Network com o anúncio da estreia da temporada de outono na segunda‑feira, 8 de outubro. Dezenas de novos episódios apresentam todos os aspetos da religião mais jovem do mundo e a sua missão humanitária global para os próximos meses. De facto, desde o lançamento em 12 de março de 2018, a Scientology Network tem sido vista através de 237 países em todo o mundo em 17 línguas.


O espírito das festividades da primeira noite passou para o sábado à noite enquanto a Grande Tenda se transformou no Baile de Patronos Anual da IAS. O jantar de gala e entretenimento tradicional reconheceu o número crescente de membros a apoiar os triunfos humanitários do ano enquanto os foliões encheram a pista de dança até à noite.

O fim de semana conclui com o Concerto de Caridade anual, um evento musical alegre recebendo cerca de 1500 residentes locais. O concerto apresentou estrelas da TV e de gravação, artistas conhecidos internacionalmente e vários géneros musicais, desde o swing ao jazz. Mas as verdadeiras superestrelas da noite foram as cinco caridades locais premiadas com donativos para fortalecer as suas atividades locais, de acordo com a tradição incutida pela primeira vez por L. Ron Hubbard, aqui no seu lar.


A IAS, uma organização de filiação oficial de Scientology, aberta a todos os Scientologists de todas as nações, foi fundada em 1984. O propósito da IAS é unir, promover, apoiar e proteger a religião de Scientology e Scientologists em todas as partes do mundo para que os Objetivos de Scientology possam ser alcançados conforme originados por L. Ron Hubbard: “Uma civilização sem insanidade, sem criminosos e sem guerra, onde os capazes possam prosperar e os seres honestos possam ter direitos e onde o Homem seja livre para se elevar a maiores alturas.”