AJUDA EM DESASTRES GLOBAIS

COMPAIXÃO E CUIDADO
NOVA IORQUE NO DIA 9 DE SETEMBRO DE 2001

A Equipa de Resposta aos Desastres dos Ministros Voluntários nasceu após o desastre do World Trade Center na Cidade de Nova Iorque no dia 11 de setembro de 2001.

Poucas horas depois do desastre, os Ministros Voluntários de Nova York estavam no local, fornecendo apoio imediato ao pessoal de emergência e a ajudar a trazer ordem ao caos. Eles continuaram a chegar de todos os cantos dos Estados Unidos e de outros países, até que 800 «t-shirts amarelas» tomassem os seus lugares na cena, a trabalhar 24/7 durante muitas semanas juntamente com os grupos de resgate de emergência de Nova Iorque.

Os Ministros Voluntários ofereceram ajuda física na forma de alimentos, água, roupas, equipamentos e outras necessidades. Entregaram ajudas de Scientology – ações levadas a cabo para ajudar uma pessoa a enfrentar dificuldades – aos agentes da polícia e bombeiros exaustos pelo stress, fadiga e choque. Eles também prestaram assistência espiritual aqueles que sofreram com a perda de amigos, familiares e colegas de trabalho.

MAIS DE
800
MINISTROS
VOLUNTÁRIOS
contribuiram
130
MIL

Quando tudo acabou, os Ministros Voluntários receberam a Medalha de Valor do Departamento de Bomberiros de Nova Iorque e receberam o reconhecimento das autoridades e de líderes cívicos.

«Como alguém que viu em primeira mão o que era necessário no local do World Trade Center nos dias e semanas seguintes ao 11 de setembro, quero agradecer à Igreja de Scientology, e aos Ministros Voluntários da Igreja de Scientology, muitos dos quais vieram de muito longe para nos ajudar.

«Os Ministros Voluntários trabalharam com muito afinco e compaixão na Zona de Impacto, ajudando a aliviar o cansaço físico e mental das equipas de salvamento. «A organização, o cuidado, e dedicação dos Ministros Voluntários foram excepcionais, muito apreciados, e serão eternamente recordados por aqueles que receberam a sua ajuda. Não consigo agradecer o suficiente aos Voluntários.»–Chefe do Departamento da Polícia de Nova Iorque