As Conferências da Ciência da Sobrevivência

As Conferências da Ciência da Sobrevivência
Prediction of Human Behavior

Subjacente ao desenvolvimento da Escala de Tom e da Carta de Avaliação Humana esteve uma descoberta monumental: A Teoria de Theta–MEST, contendo a explicação da interação entre a Vida – theta – com o universo físico da Matéria, Energia, Espaço e Tempo — MEST.Nestas palestras, entregues aos estudantes imediatamente após a publicação do livro, L. Ron Hubbard deu a descrição mais extensa de tudo o que está por detrás da Carta de Avaliação Humana e da sua aplicação na vida. Mais ainda, aqui está também a explicação de como a proporção de theta e theta en(turbulado) determina a posição dum indivíduo na Escala de Tom e os meios para ascender a estados mais altos. Read More 

buy
$125 USD
Quantidade
Língua
Free Shipping Currently eligible for free shipping.
In Stock
Ships within 24 hours
Format:
Compact Disc
Lectures:
6

More About As Conferências da Ciência da Sobrevivência

Se vocês descobrem onde ela se situa na Escala de Tom, poderão saber quanta responsabilidade ela vai manifestar, quanta persistência ela vai manifestar. Podem saber como ela vai tratar as crianças. Podem saber como ela vos vai falar, como vos vai ouvir. Podem saber o que ela vai fazer com uma mensagem que lhe dêem para entregar a outra pessoa. Também podem saber, de forma bastante automática, a condição fisiológica em que esta pessoa vai estar. – L. Ron Hubbard

Há muito tempo que o Homem está intrigado com o comportamento dos seus semelhantes. Porque é que as pessoas agem como agem? Como é que se pode saber em quem confiar? Com quem ter cuidado? De quem depender?

Estava-se no Outono de 1950 e L. Ron Hubbard estava a atravessar o país desde Elizabeth em Nova Jérsia até Los Angeles e Kansas City, a fim de dar orientação e instrução ao movimento de Dianética que crescia rapidamente.

Ao mesmo tempo continuava a sua pesquisa para a “Ponte melhor” exigida na última página do Livro Um. O seu passo seguinte na construção dessa Ponte foi alargá-la e reforçá-la para acomodar todos os casos, especificamente, para proporcionar os meios de acesso e resolver qualquer caso em qualquer nível.

A chave para isto estava no próprio Livro Um: o “Gráfico da Sobrevivência” que revelava uma escala desde morte e dor suprema no fundo, até imortalidade potencial e prazer supremo no topo. Usando isto como o seu ponto de partida, L. Ron Hubbard iniciou uma investigação aos princípios subjacentes que regulam o nível de um ser na escala, proporcionando assim, os meios para o elevar.

A pesquisa que se seguiu, levada a cabo no início de 1951 na sua casa em Palm Springs, na Califórnia, depressa resultou numa descoberta de extrema importância. De facto, foi ali e nessa altura que ele deu a conhecer uma visão completamente nova acerca do Homem como uma Força Vital (designada pela letra grega theta), enredada no universo físico de matéria, energia, espaço e tempo (MEST). A partir desta Teoria de Theta–MEST, de importância crucial, tudo o resto começou rapidamente a ser desvelado, revelando as manifestações completas da emoção, carácter e comportamento humanos em todos os níveis.

Em breve, esse simples Gráfico da Sobrevivência tinha-se expandido de forma a abarcar todas as facetas da ação e reação humanas, e assim, surgiu a monumental Carta Hubbard de Avaliação Humana. A seguir, o Sr. Hubbard escreveu o texto compreensivo e abrangente, que descrevia em detalhe cada coluna da Carta e o seu uso: Ciência da Sobrevivência.

Aqui estavam, então, não só as “técnicas de Dianética mais simples e mais rápidas” que L. Ron Hubbard tinha procurado, mas também uma descoberta que proporcionaria uma nova direção para o tema, resultando em ganhos para além dos ganhos vistos em Dianética.

Para impulsionar este avanço, o Sr. Hubbard estabeleceu uma sede centralizada, acessível tanto à costa Leste como à costa Oeste, em Wichita, no Kansas. Dianeticistas de toda a nação juntaram-se a ele na nova Fundação localizada no 211, Douglas Avenue, que tinha vinte e seis salas e uma grande sala de conferências.

A 21 de Maio, essa sala estava lotada aquando da primeira conferência de L. Ron Hubbard, “A Teoria de Theta–MEST”. Neste discurso monumental, ele descreveu completamente a descoberta central da qual foi derivada a Carta e toda a tecnologia do comportamento humano. Depois, noutras conferências ele construiu sobre esta fundação, a explorar as ramificações da Teoria Theta–MEST tanto na vida como na audição. Transmitindo uma nova perspetiva sobre a mente reativa ao definir a aberração em termos de ARC e as dinâmicas, ele detalhou a forma como a descoberta da Teoria Theta–MEST mudara totalmente a ênfase dos auditores. Em vez de atacar o entheta, o objetivo era validar o theta:

“Se querem que esta pessoa esteja tão em cima na escala quanto seja possível, validem-na. E a forma como a validam é pegar no nível mais elevado de ARC que esteja disponível neste caso, porque isso é a vida.”

Para esclarecer a nova técnica, ele terminou com uma sessão de demonstração que providenciou um vislumbre do seu potencial, ao aliviar um preclear de uma dor de cabeça persistente que tinha estado a criar problemas ao homem durante quase um mês.

Depois, a seguir a estas conferências iniciais, ele escreveu a todos os Auditores Hubbard de Dianética a anunciar a formação de um grupo de praticantes nacional tanto para os ajudar como para fazer cumprir os standards mais elevados de audição. Justamente para esse fim, ele convocou a Primeira Conferência Internacional de Auditores Hubbard de Dianética, em Junho, e nessa Conferência deu outra palestra marcante de duas horas, “A Carta de Avaliação Humana”.

Estas conferências representam a descrição mais expansiva de L. Ron Hubbard acerca de tudo o que se encontrava por trás da Carta e sua aplicação plena, providenciando a primeira previsão exata do comportamento humano. Aqui, também, se encontra a explicação completa daquilo que determina a posição de uma pessoa na Escala de Tom, e assim, os meios de ascender a estados mais elevados.