AJUDA EM DESASTRES GLOBAIS

CUIDADO NA CALAMIDADE
TERRAMOTO E MAREMOTO NO JAPÃO

O terramoto de 9.0 que atingiu o Japão no dia 11 de março de 2011, provocando um maremoto de 3 andares que varreu cidades e vilas inteiras foi o desastre natural mais devastador da história do país.

MAIS DE
1500
LÍDERES
DE COMUNIDADE
receberam
TREINO de
MINISTRO VOLUNTÁRIO
NO JAPÃO

Na sua esteira, 20.000 pessoas morreram, 590.000 ficaram sem casa e 4,4 milhões de casas ficaram sem energia. Dezenas de milhares de residentes foram evacuados de um raio de 55 quilómetros da danificada central nuclear de Fukushima.

Os Ministros Voluntários japoneses foram accionados de imediato, dando assistência às vítimas e às equipas de resgate na região atingida, dirigindo sobreviventes para abrigos e fornecendo qualquer comida, água e suprimentos médicos disponíveis.

Os Ministros Voluntários treinados e experientes e especialistas de resgate chegaram de todo o mundo, unindo forças com os seus homólogos japoneses para prestar socorro a toda a região. Entre esses, estavam 17 membros da equipa dos mexicanos «Los Topos», uma equipa altamente treinada e qualificada de Ministros Voluntários especialistas em buscas e resgate. Em breve juntaram-se-lhes equipas de Ministros Voluntários vindas da Austrália, Canadá, México, Ilha Formosa, Espanha, Grã-Bretanha e Estados Unidos. Coordenando as suas ações com as autoridades de resposta a catástrofes e outras organizações de voluntários, eles estabeleceram pessoal nos abrigos, recolheram bens necessários, dirigiram camiões de abastecimento desde Tóquio e criaram linhas de emergência de distribuição de suprimentos.

Numa cidade onde os moradores idosos ficaram presos nas suas casas pelas águas e estradas intransitáveis, os Ministros Voluntários organizaram uma frota de bicicletas carregadas com suprimentos para trazer provisões vitais.

Os Ministros Voluntários ofereceram também ajuda espiritual sob a forma de Ajudas a dezenas de milhares de pessoas, aliviando-lhes o sofrimento físico e emocional provocado pelo terramoto e pelo tsunami.

Ao mesmo tempo, eles treinaram 1500 voluntários de outras organizações humanitárias, grupos comunitários e escolas, nas técnicas dos Ministros Voluntários.

«Eu gostaria sinceramente de agradecer pelo vosso caloroso apoio à nossa cidade que está actualmente a enfrentar uma situação difícil. Este foi um grande incentivo para os cidadãos e os funcionários da Câmara Municipal.» – Carta aos Ministros Voluntários do presidente de Soma City, Japão