ESTUDO DE CASO

Educação popular sobre as na
África do Sul

A província da África do Sul de KwaZulu-Natal é um produtor principal e exportador de maconha, conhecido no lugar como “dagga”, uma porta de entrada para as drogas mais mortíferas.

Estima-se que 40 por cento dos estudantes nas escolas de KwaZulu-Natal agora fumam dagga, o que levou as autoridades a organizar batidas policiais nas escolas de toda a província com buscas minuciosas entre os jovens estudantes. A polícia rotineiramente apreende drogas escondidas.

Os voluntários da campanha de A Verdade Sobre as Drogas atacaram esta crise de frente. Depois de dirigir pessoalmente conferências sobre prevenção de drogas em muitas escolas, uma sala de aula de cada vez, o coordenador da Fundação Mundial por um Mundo Livre de Drogas de KwaZulu-Natal calculou que eram necessários anos para causar um impacto significativo. Usando os materiais de A Verdade Sobre as Drogas, para esse propósito, ele apresentou um seminário de três horas aos educadores, administradores de escolas e voluntários para treiná-los no programa de educação sobre drogas. Assim foi criada a primeira equipe para receber instrução sobre como pôr em prática o plano de estudos e capacitar outros professores para fazer o mesmo.

400
PROFESSORES
EDUCARAM
30
MIL
ESTUDANTES
por toda a
REGIÃO

Entre os primeiros em exportar o programa estava o diretor de uma escola primária que não somente treinou seus professores no programa de A Verdade Sobre as Drogas, mas também estabeleceu um ambiente de formação para os professores das escolas vizinhas. Os resultados criaram um forte impacto em toda a região, atraindo mais educadores e voluntários para o programa. Um ex-narcotraficante esteve entre os que solicitaram e completaram o treinamento. Desde que se graduou, ele deu aulas de conscientização sobre drogas a 1.000 adolescentes de idioma Zulu numa escola de ensino médio.

Desta maneira, o programa A Verdade Sobre as Drogas foi disseminado de sala de aula a sala de aula e de escola a escola, com 370 professores treinados e 30.000 estudantes instruídos na região.

A rápida disseminação e os resultados mensuráveis do programa chamaram a atenção do Delegado Distrital do Departamento de Entretenimento da Polícia de KwaZulu-Natal. Então ele adotou o programa e estabeleceu A Verdade Sobre as Drogas como um componente essencial do plano de estudos do entretenimento da polícia.